Casa da Passarela Rosé 2010

20120211-145315.jpg

Isto dos blogues quer queiram quer não, é a exposição máxima dos nossos dias.
Partilho as minhas experiências porque acho que são interessantes e estão ao alcance da maioria.
Nem sei o porque de me justificar tantas vezes.

Almoço de Sábado sem qualquer preparação devido à agenda das meninas e ao meu atraso com um afazer, o que há, o que fazemos, para o almoço?
Nada como massa, molho de tomate, atum, bacon, manjericão, cebola, queijo e claro um vinho para acompanhar isto tudo.
Daquelas receitas simples, que não produzem pratos complexos, mas simples e que remetem a memórias passadas.

O escolhido já estava na calha, leia-se frigorifico e talvez a decisão para o que saiu se deva a ele – Casa da Passarela Rosé 2010, queria ver como poderia resultar com um prato simples, deste género.

Sobre o vinho é produzido no Dão, a partir de duas castas, Tinta-Roriz e Touriga Nacional. E foi gentilmente oferecido pelo seu enólogo, Paulo Nunes.
Ainda não tinha provado qualquer vinho deste produtor, acreditem que não, eu também me pergunto porquê demorei tanto tempo!

De cor rosada intensa, tem um aroma a fruta intenso, na boca é elegante, fresco, framboesa? Tive a sensação disso. Com o subir de temperatura e sol que estava esta manhã pensei que o Verão tinha regressado ao Algarve. O final é longo e muito agradável.

Bom fim-de-semana!