Oxford Landing Estates Shiraz 2010

Oxford Landing Estates Shiraz 2010

Comprei este Oxford Landing Estates Shiraz 2010 por €7,80 na Adega Algarvia.
Procurava trazer vinhos tintos estrangeiros, diferentes dos que em Portugal habitualmente se produzem a um preço razoável.
Ainda olhei para o Vérité La Joie, mas a €350,00, pensei, vou poder comprar muitos bons vinhos pelo preço de uma só garrafa e prossegui as compras.

Sobre a Landing Oxford Estates, este produtor iniciou a sua produção em 1958. Nas margens do rio Murray no sul da Austrália.

E o que esperar deste Shiraz?


Peel here To Remember

Antes de passar ao vinho concretamente, o rótulo apresenta um detalhe interessante.
Este Peel here To Remember, pode servir como um bom lembrete para uma futura compra.
Em Portugal, que outros produtores utilizam esta funcionalidade no rótulo?
Acham que funciona na realidade!?

Oxford Landing Estates Shiraz 2010

Quanto ao vinho, não me convenceu.

A cor é bonita, o aroma é rico e intenso a violetas, ameixa e anis.
Mas na boca este Shiraz 2010 é um vinho leve, não é denso nem encorpado.
Servido o vinho directamente num copo Syrah da Riedel da linha VINUM XL, a primeira impressão que me deu foi apenas de acidez e frutos vermelhos. Com uns taninos alegres e bem moldados.
E pimenta branca no final de boca.

Procurava um estilo diferente de vinho, mas que me consegui-se arrancar um sorriso!

2 thoughts on “Oxford Landing Estates Shiraz 2010

  • 21 Maio, 2012 at 19:51
    Permalink

    Caro Ricardo,

    Desconheço produtores em Portugal que utilizem o mesmo sistema no rótulo semelhante ao que fala, contudo tenho grandes dúvidas que esse sistema funcione (quer em Portugal quer na Austrália). Os consumidores querem rótulos apelativos e cativantes que os motivem a comprar o vinho. Não querem lembretes ou outros sistemas que os “forçem” a comprar o vinho. Longe vai o tempo em que os consumidores não sabiam o que queriam e compravam tudo o que lhes aparecesse à frente através de esquemas e ardis. Actualmente o consumidor sabe bem o que quer, pelo que o que é preciso é sabermos ir ao encontro das suas espectativas. Ainda existe um longo caminho a desbravar no que diz respeito ao marketing de vinhos e cabe a cada um de nós, que se interessa pelo mundo dos vinhos, bloggers ou não, ajudar a desbravar esse caminho, impulsionados pela utilização das novas tecnologias que todos temos actualmente ao nosso dispor.

    Cumprimentos
    Constantino Ramos

    • 21 Maio, 2012 at 20:46
      Permalink

      Caro Constantino,

      Muito obrigado pela visita e comentário!

      Sem duvida que não vai ser só pelo lembrete!

Comments are closed.