Pôpa TR 2008

Quinta do Pôpa Tinta Roriz 2008

Só em meados de Fevereiro consegui abrir calmamente o Pôpa TR 2008, Sábado em família e um grande vinho para o almoço.
Não escondo a amizade e respeito que tenho pelo Stéphane e pelo resto da equipa da Quinta do Pôpa.

Este Tinta Roriz apresentava uma cor vermelha pouco densa. Aroma a baunilha e uma agradável madeira. Na boca fruta bastante madura, profundo, fumado, boa estrutura com os taninos bem redondos, só a aparecerem no final para avivar este vinho. Boa acidez.
Saboroso e longo.

Fiz bem em ter demorado a abrir esta garrafa.
Nada cansado e com grande classe, um vinho do Douro que mostra que se podem fazer grande mono castas de Tempranillo, digo Aragonez, irra Tinta Roriz!

Comparando com o 2007, para além de ter um novo rótulo, achei este vinho mais seguro, mais completo.

Nota: Vinho enviado pela Quinta do Pôpa.