Beyra Tinto 2011

Beyra Tinto 2011

No Verão passado, em casa dos vinhos que mais vezes repeti, foram sem dúvida os Beyra brancos. Pela novidade e pela mineralidade que apresentavam.

E hoje finalmente encontrei à venda o Beyra Tinto 2011.
A expectativa era grande pois tinha gostado muito dos brancos e queria ver como iria ser a minha reacção com o primeiro tinto.
Os rótulos desta marca têm por base uma carta militar com o rio Douro como referência e sempre assinalando a cidade do Porto e o lugar da Vermiosa com a marca Beyra em maiúsculas.

No nariz ao início não foi muito expansivo, apenas um aroma a violetas parecia despontar, com o tempo os frutos vermelhos e uma ligeira baunilha ocupam o lugar.
Na boca revela-se um vinho com grande frescura, pimenta preta no final e com uma boa acidez que o torna bastante agradável.
É um vinho leve, com um corpo feminino mas o trabalho em barrica mesmo que ligeiro confere-lhe outra complexidade e permite-lhe despertar outras sensações no paladar.

Estamos a falar de um vinho que no linear de um supermercado é vendido a €3,99, um vinho bem feito e que no copo transmite bastante mais do que esse valor.
A repetir sem dúvida alguma.

Falta-me agora encontrar o outro tinto apelidado de Quartz.