Vadio Branco D.O.C. 2010

Vadio Vinho Branco 2010

Os vinhos da família Patrão, são produzidos em Poutena, concelho de Anadia.
São de produção familiar, com a irreverência de quem não tem nada a provar a ninguém, apresentam um estilo próprio e defendem o patrinomio de castas da Bairrada.
Recordar que Luís Patrão, é enólogo na Herdade do Esporão.

O Vadio Branco D.O.C. 2010 é um blend de castas tradicionais da Bairrada, a Cercial e a Bical.
A casta Cercial é tradicionalmente cultivada na Bairrada e é originária do cruzamento da Malvasia Fina e Sercial. Base de muitos espumantes da região.

No nariz temos um aroma doce, obtido apenas com a vinificação em cubas de inox. Só isto torna cativante este vinho.
Depois na boca um vinho com boa estrutura, vinho com nervo e de uma mineralidade muito refrescante.
Um branco diferente.
O final é longo com uma acidez gulosa.

Daqueles vinhos que fazem salivar.

FP 2011

FP Branco 2011

Este FP Bical & Arinto 2011 da produtora e enologa Filipa Pato é um blend de duas castas autoctenes Portuguesas, o Bical e o Arinto.

Um vinho de cor amarela palha, aromático, fresco e bem estruturado, óptimo para estes dias quentes de Verão.
O estágio em madeira foi ligeiro e apenas lhe conferiu maior profundidade sem marcar em demasia este vinho, para nossa sorte!
Podemos deliciar-nos com notas a pêssego, limão, quase tropical.
Interessante também saborear o resultado do Arinto na Bairrada. Na garrafa mantem-se a acidez vibrante, refrescante e o toque mineral.

Um vinho que ronda os €10 numa garrafeira e que comprei sem a minima dúvida.