Duorum Colheita 2011

Duorum Colheita 2011

Definitivamente 2011, para o Douro, está a revelar-se como um ano mítico, não será de estranhar que a Duorum, tenha também optado por um Colheita nesta sua referência de vinho de mesa.
Assim temos o Duorum Colheita 2011, um blend de Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz.

Não tendo tido ainda oportunidade de provar colheitas anteriores o perfil deste vinho era para mim completamente desconhecido.

Foi vinificado totalmente em inox, estagiou depois em barricas de carvalho Francês e Americano de diferentes anos durante 10 meses.
O ano de 2011 no Douro permitiu criar excepcionalmente vinhos com muita fruta, grande complexidade aromática, bem como taninos firmes e com a passagem por madeira, podem imaginar muito bem qual o resultado deste Duorum Colheita 2011.

De uma cor vermelha densa distinta. No nariz somos invadidos por uma grande concentração de aromas a amora e ameixa, qual compota! Ainda surgem aromas a flores silvestres e a tosta vem reforçar um nariz muito complexo.
Na boca temos volume, densidade e uma acidez revigorante. Com muita fruta madura abundante e juventude. Fazem dele um vinho que pode ser já apreciado na sua totalidade, para quem quer um vinho com garra ou pode ser guardado para podermos observar a sua evolução.

Grande surpresa.

Um vinho do Douro, com PVP anunciado a rondar os €10, mas que irá bater-se muito bem com reservas até com preço ligeiramente superior.

Nota: Vinho enviado pela Duorum.

Mux 2009 Tinto

Mux 2009 #Douro #winelover

Recupero neste artigo o Mux 2009 tinto, um vinho que tinha provado em Março de 2012, que depois comprei para abrir em casa em finais do ano passado.

O Mux 2009 Tinto é um blend de Touriga Nacional, Touriga Franca e Sousão.
Este vinho caracteriza-se pela sua excelente persistência e pelo sabor inconfundível dos vinhos do Douro. No copo temos um vinho ainda com muita fruta madura, uma grande frescura e com um bom trabalho em madeira.
Vale bem a pena a ida a uma boa garrafeira para a aquisição deste vinho.

E estou cada vez mais fã dos vinhos do Mateus Nicolau de Almeida!

Passagem Reserva 2009

Passagem Reserva 2009

Este Passagem Reserva 2009, foi comprado no final do ano passado na Garrafeira About Wine em Faro e foi dos primeiros tintos que abri este ano.
Ainda não tinha tido oportunidade de provar esta referência da Quinta de La Rosa e não podia ter ficado mais satisfeito com a compra.

Um blend jovem do Douro baseado em apenas três castas, Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz.

No copo é denso, retinto, o nariz mostra uma barrica bem doseada e gulosa com aromas a flores silvestres.
Na boca temos um vinho bastante harmonioso com os taninos só a aparecerem no final. A acidez está no ponto e o toque mentolado é distinto.
Fiquei a pensar como acompanharia umas costeletas de borrego grelhadas em boas brasas!!

Por cerca de pouco mais de €10, é um vinho muito seguro e competente.

Qual será o significado do X no rótulo?